O que é a Deep Web e como ela funciona?


O intuito deste artigo é desmistificar a Deep Web, utilizando uma linguagem simples e didática. Muitas pessoas já ouviram falar sobre Deep Web, mas poucas realmente tem noção do que seja e como funciona. Preparados? Vamos lá! 

Segundo a Internet World Stats, aproximadamente 40% da população mundial utiliza a internet para notícias, entretenimento, comunicação, etc. O que as pessoas não sabem, é que somente uma pequena parte dos dados armazenados online estão disponíveis à maioria dos internautas. A foto a seguir representa bem o que iremos abordar neste artigo.


Deep Web

A chamada Web superfície (ou surface), que rotineiramente acessamos, consiste na parte disponível da internet cujo os sites de busca conseguem encontrar. Da mesma forma que apenas a ponta de um iceberg é visível para os observadores, um motor de buscas tradicional vê apenas uma pequena quantidade de informação que está disponível – míseros 4% por cento [fonte: OEDB]. Impressionante não?
E o resto? Bem, o restante destes dados enterrados, consistem de informações que você não irá encontrar utilizando o Google ou qualquer outro site de buscas. Podemos definir essa região oculta a maioria das pessoas como Deep Web, Web profunda, Undernet, Web invisível, Web oculta, entre outras denominações que aparecem por aí.
Não é possível mensurar a real grandeza da Deep Web, mas podemos dizer que é centenas (ou talvez milhares) de vezes maior que a Surface (ponta do iceberg, a nossa internet do dia a dia). Estes dados não são necessariamente escondidos de propósito. É realmente muito difícil para a tecnologia atual, fazer com que os sites de busca como o Google, possam trazer estes dados à tona e deixá-los acessíveis aos internautas.

Há um outro lado nestas profundezas, um lado sombrio (definido como Web obscura), onde usuários realmente intencionados enterram estes dados para escondê-los da maioria das pessoas. Esta parte da Web está acessível somente se você usar um browser especial, que literalmente vai “descascar” as camadas da Deep Web como se fosse as de uma cebola (onion layers).
Este software mantém a privacidade dos dados (origem e destino) e das pessoas envolvidas.
Tanto para dissidentes políticos quanto para  criminosos, este tipo de anonimato mostra o imenso poder da Deep Web, permitindo transferências de informações, produtos e serviços, legais ou ilegais, para desespero dos órgãos reguladores no mundo.

Você não consegue enxergá-la


A Deep Web é enorme em comparação com a Surface. A Web hoje tem mais de 555 milhões de domínios registrados. Cada um desses domínios pode ter dezenas, centenas ou mesmo milhares de sub-páginas, muitas das quais não são catalogadas e, portanto, se enquadram na categoria de Web profunda (Deep Web).
Os sites de busca utilizam técnicas conhecidas para mapear a internet de superfície através de funções automáticas. Já na Deep Web isto não é possível  pois há incompatibilidades de dados e dificuldades técnicas que complicam os esforços de indexação. 

Abaixo da superfície

Algumas informações simplesmente não estão disponíveis. Um exemplo, se você tem um site, a página de administração que você usa não é indexada pelos sites de busca. Isto porque ela exige um usuário e senha. Este é um exemplo simples, um outro seria um jornal online. Disponível, estariam somente as noticias mais acessadas, mais recentes. Grande parte do material, como as noticias muito antigas, ficaria em um arquivo, oculto, não acessado pelos motores de busca. 

Navegue por entre as trevas

A Deep Web pode ser uma terra de sombras, de potencial inexplorado, mas com um pouco de habilidade e um pouco de sorte, você pode encontrar uma grande quantidade de informações valiosas.
As coisas ruins, como sempre, recebem a maior parte das manchetes. Você pode encontrar produtos e atividades ilegais de todos os tipos na Deep Web. Isso inclui drogas ilícitas, pornografia de todos os tipos, números de cartões de crédito roubados, tráfico de seres humanos, armas, animais exóticos, mídia protegida por direitos autorais e qualquer outra coisa que você possa imaginar. Teoricamente, uma pessoa pode até contratar um assassino de aluguel para matar alguém que ela não gosta. Insano não?

Você não vai encontrar essas informações com uma pesquisa no Google. A esta altura do campeonato, você deve estar se perguntando como é possível mergulhar neste oceano profundo, certo? 
Pois bem, para mergulhar na Deep Web, é necessário o uso de um software especial, como o The Onion Router, mais comumente conhecido como Tor.
Tor é o software usado para mergulhar na Deep Web 🙂
 
O Tor foi criado pelo laboratório de pesquisa naval dos Estados Unidos, com intuito de beneficiar a comunicação entre dissidentes políticos e informantes, permitindo a comunicação sem medo de represálias.
Basicamente o Tor é um software que permite configurar conexões específicas ao seu navegador para acessar a Deep Web. Ele utiliza tecnologia criptografada que ajuda as pessoas a manter o anonimato online. Ele faz isso em parte por roteamento de ligações através de servidores em todo o mundo, tornando o rastreamento de pessoas e informações muito difícil. Qualquer um pode se tornar um servidor do Tor, denominado “servidor de relay”.

Na Deep Web, ao invés de ver domínios que terminam em .com.br, org, você verá estes locais escondidos terminarem na extensão .onion. 
A figura abaixo mostra de forma básica como os dados fluem da origem (Alice) para o destino (Bob). A comunicação é realizada por três nós (servidores de relay), escolhidos randomicamente. Note que a comunicação flui criptografada na maior parte da rota.

Já na figura abaixo, podemos ver como a comunicação fluí da origem (Alice) para o destino (Bob), sendo realizada por nove nós (servidores de relay). Neste exemplo, além de Ana trocar dados com Bob, ela também se transformou em um servidor de relay, auxiliando na comunicação de outros usuários.
 

O lado negro da força

O Tor passou a ser usado para atividades ilícitas. Um exemplo, o site Silk Road rastreado e fechado em 2013 pelo FBI, vendia drogas, armas e uma série de itens ilegais.
Você pode estar se perguntando como é possível realizar uma transação ilegal, com dinheiro, acontecendo entre vendedores e compradores, sem que seja possível rastreá-la. É aí que entra em cena o Bitcoin.

Bitcoin, é basicamente uma moeda digital criptografada. Como dinheiro regular, Bitcoin é bom para operações de todos os tipos, e notavelmente, ele também permite o anonimato. Em breve falaremos especificamente sobre esta moeda virtual.

Extinto Silk Road, o Ebay da ilegalidade na Deep Web. 

O dinheiro virtual usado nas transações, mantendo o anonimato.


Há luz neste caminho

Você deve estar achando que a Deep Web só tem coisas ruins, mas isso não é verdade! Há diversos tipos de serviços que não necessariamente entram em conflito com a lei.
A Deep Web é o lar de sites alternativos de busca, serviços de e-mail, armazenamento de arquivos, compartilhamento de arquivos, mídias sociais, locais de conversa, agências de notícias e sites de denúncia, bem como sites que fornecem um ponto de encontro mais seguro para os dissidentes políticos e qualquer outra pessoa que necessite anonimato.
Para os cidadãos que vivem em países em regime de ditadura, com líderes violentos e opressivos, a Deep oferece uma maneira mais segura de se comunicar com outras pessoas. Ao contrário do Facebook ou do Twitter, que são rastreados, a Deep Web oferece anonimato!
Um artigo escrito por pesquisadores da Universidade do Luxemburgo, tentou classificar os materiais mais acessados na Deep Web. O que eles descobriram foi que, além de conteúdo adulto e atividades ilegais, há um volume considerável de informações relacionadas a direitos humanos e a liberdade de informação.
Aproveite a ferramenta para boas práticas

 

Considerações finais

Resumindo, a Deep Web é:  
– É privada; 
É anônima. 
É poderosa. 
 Ela desencadeia a natureza humana em todas as suas formas, boas e ruins! Você encontra o que você quer!
A Deep Web continuará a causar perplexidade e fascinar todos aqueles que usam a Internet. Apesar do seu lado obscuro, a ela contém uma quantidade fascinante de conhecimento que poderia nos ajudar a evoluir mais rápido ao longo do tempo. Sem duvida, em tempos de Big Data, o grande desafio dos motores de busca é tornar este volume imenso de informações acessível a qualquer pessoa.

Em breve faremos um tutorial de como acessar a Deep Web através do Linux e do Windows de forma simples!

Deixo claro que este artigo tem intuito informativo e didático, não incentivamos o uso da Deep Web para fins ilícitos! Você é responsável pelos seus atos!

Deseja conhecer mais sobre Deep Web? Faça o download dos Cursos!



Um abraço e até a próxima!



Fabio Nascimento

Profissional com 20 anos de experiência na área de Segurança Eletrônica, sendo 14 deles dedicados a projetos, suporte e treinamentos na área de CFTV.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *