Como funciona uma câmera térmica?

Olá, neste artigo você vai entender como funciona uma câmera térmica!  Nossos olhos trabalham vendo diferenças de contrate nos objetos, que são iluminados pelo sol ou alguma outra forma de luz. Já as câmeras térmicas, “enxergam” a energia térmica dos objetos.

Samsung-SCB-9051

Câmera térmica com alcance de 1200 metros

Todos os corpos possuem energia térmica, vivos ou não cada qual com sua energia. É por isso que as câmeras térmicas captam imagem a todo momento, não importa se você tem ou não luz no ambiente.

CFTV_Termica

Câmera convencional                                                               Câmera Térmica


Vídeo de uma câmera térmica detectando uma pessoa andando na floresta.

Como é gerada uma imagem térmica:

  • Uma lente especial foca a luz infravermelha emitida pelos objetos na cena;
  • A luz focalizada é varrida por elementos detectores infravermelhos presentes na câmera. Esta informação é obtida através de milhares de pontos no campo de visão da matriz de detectores. Esta leitura é muito rápida, cerca de um trigésimo de segundo. É criado um padrão detalhado de temperatura, denominado termograma;
  • O termograma é convertido em impulsos elétricos;
  • Os impulsos são encaminhados para a unidade de processamento de sinal (DSP), responsável pelo processamento, convertendo estes impulsos em dados para exibição;
  • A combinação de todos os impulsos elétricos cria a imagem, onde aparecem várias cores dependendo da intensidade da emissão infravermelha.
imagem-termica

Como uma imagem térmica é obtida

Tipos de dispositivos:

A maioria das câmeras térmicas digitaliza as imagens a uma taxa de 30 quadros por segundo. As câmeras podem perceber na maioria dos modelos temperaturas oscilando entre -20 °C a 2.000 °C, tendo sensibilidade para perceber mudanças de ordem de cerca de 0.2 °C.

Existem dois tipos comuns de dispositivos de imagens térmicas:

Un-cooled (não refrigerada) – tipo mais comum de dispositivo de imagem térmica. Os elementos detectores infravermelhos estão inseridos em uma unidade que funciona à temperatura ambiente. Este tipo de sistema é silencioso e torna-se ativo imediatamente.

Cryogenically cooled (refrigerada) – mais caro e mais propenso a problemas, este sistema têm os elementos selados dentro de um recipiente que os resfria abaixo de 0 graus. A vantagem deste sistema é a incrível resolução e sensibilidade. Os sistemas refrigerados podem ver uma diferença tão pequena próximo a 0.1 °C a mais de 300 m de distância, suficiente para dizer se uma pessoa está segurando uma arma a esta distância!

Aplicações:

  • Monitoramento de fronteiras;
  • Portos e aeroportos;
  • Trechos de oleoduto e gasoduto;
  • Indústrias;
  • Locais suscetíveis a fumaça.
monitoramento-fronteira

Câmeras térmicas são excelentes para monitorar fornteiras


Tem fumaça? Sem problemas, uma câmera térmica conseguirá monitorar!

Desvantagens:

  • Custo elevado;
  • Necessidade de licença para uso e transporte, emitida pelos órgãos competentes;
  • Dificuldade em discernir objetos à luz do dia (objetos diferentes que absorvem a luz do sol podem ter a mesma temperatura).

Câmeras térmicas são uma excelente opção para diversos tipos de projetos! Gostou do artigo? Comente!

Conteúdo adicional no idioma Inglês.

Tem interesse em se especializar? Conheça estes cursos.

Nos vemos em breve! Um abraço!

Fabio Nascimento

Profissional com 20 anos de experiência na área de Segurança Eletrônica, sendo 14 deles dedicados a projetos, suporte e treinamentos na área de CFTV.

One Comment

  1. As câmaras térmicas são muito úteis e as utilizações ultrapassam as questões de segurança. Os celulares já podem usar muitas aplicações informáticas graças o fato de levarem às novas câmaras térmicas. A domótica é outro dos espaços onde as possibilidades das novas câmaras são maiores. Muito cedo a realidade aumentada o virtual será uma coisa normal no comercio, na vida corrente e nas nossas moradias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *